História dos Pokémons Fantasma


Resultado de imagem para pokemon creepypasta
Antes de começar, deixo claro que o plural de “Pokémon” é “Pokémon”, logo, não existe a palavra “Pokémons”mas usárei-la no decorrer do conto para a melhor compreensão de você leitor que já éacostumado com esta palavra.
O que acontece quando morremos? Para onde vamos, o que nos tornamos? Essas perguntas perseguem a humanidade há séculos. Diversas teorias são criadas para tentar decifrar esse possível mundo espiritual que tão pouco conhecemos. Uma das teorias mais famosas é que quando morremos nos tornamos fantasmas, uma representação fiel ao nosso corpo, porém invisíveis para seres vivos podendo voar e até mesmo atravessar paredes.

Ghost-0.jpg
Inúmeros filmes e documentários exploram muito esta aparência de um fantasma e suas possibilidades após a morte. Pokémon também não ficou fora de algumas teorias malucas que tentam decifrar de onde vem os tipo Fantasma. Que pra quem pensava que eles não morriam, sim, Pokémons morrem. Se fantasmas são a representação de seres humanos mortos, poderiam os tipo Fantasma serem espíritos de humanos que viraram Pokémons ou que ao morrer, um Pokémon pode se transformar em um tipo Fantasma perdendo todas as suas características em vida.
Marowak-0.png
Normalmente é dito que quando um espírito está preso na Terra, o motivo é um assunto inacabado, ou seja, algo que ele deveria ter feito em vida, e agora precisa fazer mesmo estando morto. Isso explica a Pokémon Tower de Lavender Town, a torre acabou se tornando um gigantesco cemitério de Pokémons após o ataque da equipe Rocket, a facção inimiga de Kanto. Lá o treinador usando “SILPH SCOPE” consegue enxergar o espírito que ao se revelar toma a forma de um Marowak fêmea, que quando derrotada irá desaparecer.
Marowak e seu filho-0.png
Não existe possibilidade de capturar este Pokémon, pois Marowak é um espírito de uma mãe que tentou salvar seu filho do ataque que a torre sofreu. Após vencê-la ela irá desaparecer e por fim descansará em paz, já que resolveu o seu assunto inacabado que era terminar de proteger seu filho. O mundo Pokémon foi criado por Arceus, e como algumas teorias levam a crer, Giratina foi banido por Arceus apresentando comportamentos violentos e se tornando o primeiro Pokémon maligno.
Giratina.png
Giratina foi banido para o submundo, onde possivelmente tinha sido ele a criar os tipo Fantasma. Utilizando a alma de seres perversos que foram designados ao submundo quando morreram, porque foram ruins em vida. Isso explica o temperamento dos tipo Fantasma, que a sua maior parte gosta de caos e são perversos. Usarei alguns exemplos a seguir de alguns Pokémons que possivelmente morreram e se transformaram nos tipos Fantasma. Usando dados da Pokédex e de NPCs espalhados pelos jogos da franquia.
Gastly, Haunter e Gengar-0.png
Gastly, Haunter e Gengar, os três irmãos fantasmas: Conhecidos por suas brincadeiras um tanto perigosas, gostam de torturar outros seres com situações que quase os levam à morte apenas para dar risada. Por esse temperamento, é possível que esses seres tenham sido junção de espíritos vingativos ou canibais, já que Haunter adora lamber os seres vivos causando a eles uma dor imensa por paralisia.
Shedinja-0.png
Shedinja, o Pokémon anjo: Pouco se sabe sobre essa criatura, apenas que ele é formado pela carapaça de um Nincada que evoluiu para Ninjask. Shedinja tem um comportamento totalmente diferente de qualquer outro ser, já que fica imóvel durante toda sua vida sendo comparado a um anjo por ter uma aureola flutuando em cima de sua cabeça.
Banette.png
Banette, o Pokémon boneca: As teorias por trás de Banette são extremamente macabras. Uma criança brincava com sua boneca até que deixou a cair em um lago, sem possibilidade de pegar o brinquedo, a criança a deixou e foi embora. A boneca chegou com as ondas em uma praia onde lá ficou jogada por anos. Até que um espírito maligno a encontrou e a possuiu, fazendo com que Banette nascesse e que buscasse vingança a criança que um dia a jogou fora. Portanto, este Pokémon nada mais é do que uma boneca que foi possuída por um espírito vingativo e se alimenta dos sentimentos dos humanos para poder sobreviver.
Misdreavus e Mismagius-0.png
Misdreavus e Mismagius: Esses dois Pokémons são similares a cabeças voadoras, sendo assim diversas vezes comparados a lenda japonesa Nukekubi, que conta a história de uma criatura em forma de homem, porém com sua cabeça flutuando acima do pescoço, que assombrava as pessoas durante a noite e as perseguia dando berros. A aparência bizarra que lembra uma bruxa de ambos os Pokémons ajudam a aumentar as teorias envoltas dos dois, dando a entender que Misdreavus e Mismagius são a junção de espíritos brincalhões.
Drifloon e Drifblim.png
Drifloon e Drifblim, os Pokémons balões: A história por trás desses fantasmas é muito estranha, informações levam a crer que são Pokémons julgadores. Duas crianças estavam brincando no alto de uma colina quando começaram a discutir, neste instante um Drifloon passou voando. Hipnotizados pelo movimento do balão, as crianças seguraram nas alças do Pokémon, e são levadas assim para o mundo da morte, onde serão julgadas por suas ofensas.
Yamask e Cofagrigus.png
Yamask e Cofagrigus: Esses Pokémons um dia foram seres humanos que morreram em cidades antigas e foram colocados em tumbas imortalizando seus rostos em forma de uma máscara feita com pedras. As antigas civilizações tentaram trazer os mortos de volta a vida, mas sem sucesso. Até que após séculos em tumbas, Yamask nasce, confirmando que o ritual passado havia sim dado certo. Porém um homem tinha sido transformado em um Pokémon, Yamask ao ver seu rosto em uma pedra formando uma máscara, começa a chorar e carrega o objeto com ele para lembrar como era antigamente. A Pokédex diz que as lembranças de Yamask em vida não foram esquecidas, por isso ele sempre chora quando se vê na máscara, lembrando de seu antigo ser.
Esses foram apenas alguns Pokémons fantasmas que definitivamente possuem histórias macabras por trás deles, tentando explicar um pouco o que realmente é os tipo Fantasma. 
Comentários
0 Comentários